Friday, March 21, 2008

Despertando

Não sei qual foi o momento em que me deitei, mas sei que eu estava erguendo meu corpo de uma cama, escutando aquelas últimas palavras de Togarini. Meu corpo inteiro doía e e minha cabeça estava confusa. Eu não estava acordada? Estava dormindo? Então porque o Inferno não se instaurou na terra?
- Alice?
Jean se aproximava. Eu reconheceria aquela voz em qualquer canto. Mas logo eu recebia a ajuda de mais alguém. Uma pessoa preocupada com minha visão, com meus batimentos cardíacos e com a minha temperatura.
- Do que você se lembra? - Aquela voz grave e em tom baixo, me fez rebuscar o ar. O Necromante estava por ali.
- Thorn Fergunson... Jean Baptiste O'Toole... - Falei em tom baixo, tentando ajeitar meu corpo e sendo ajudada por Thorn, pelo que eu pude entender. Um riso baixo e nervoso de O'Toole que cessara no momento que comecei a falar do que realmente me lembrava.
- Togarini... Geburah... Sonhos... Tive sonhos com eles...
Um calafrio percorreu ao corpo de Anderson, Thorn e Jean.
- Conversávamos... Eles... Me mantiveram à presença deles...
Thorn mais uma vez observava meus olhos e então murmura.
- Você esteve entre a vida e a morte, Alice. Ninguém sabe como você conseguiu chegar aqui, mas algo em sua teimosia a trouxe para cá. Você passou este tempo todo sendo observada.
Respirei fundo, escutando aquelas palavras.
- Sua amiga Noveau esteve por aqui. Sua familia... - Ele frisa a palavra familia -
está bem.. excetuando tua cunhada que aparentemente se matou, depois de perder o amor de seu irmão.
Por um momento eles me viram rindo baixo... Não sei quanto tempo fiquei desacordada... Lembro de ter chegado... de ter recebido as boas vindas de Jean, mas depois disso apenas me lembro dos sonhos. Ou será que tudo foi um sonho e eles me resgataram... Não... Thorn tinha dito que eu cheguei lá... Então até a minha chegada não havia sido um sonho. Noveau? Ela ainda estava na ativa?
- Noveau? Madeleine Noveau?
Ajeitei meu corpo querendo me erguer mais rápido e Thorn me segura.
- Também não me sinto confortável com a decisão de seus amigos, Alice... Mas ela manda lembranças...
Noveau... Onde diabos Anderson e Jean estavam com a cabeça para precisarem da ajuda de Noveau? Por um breve momento eu sorrio. Geburah, não deve estar gostando nada disso.

1 comment:

Nerito said...

Madeleine Noveau... mais uma vez esse nome, despertando desavenças. Quem é essa mulher? E quais suas desavenças com Geburah?
Sabe a minha impressão? É que Geburah, o Arcanjo Sádico, em vez de matar seus avatares por sua Justiça Louca, os condena a um inferno em vida, enchendo-os de ódio por terem sido escolhidos como representantes desse poder. Mas, o que pode ser feito? Haverá uma maneira de quebrar esses laços?
E agora eu nem imagino o que pode acontecer. Esse último capítulo me deixou no ar e agora vou ficar aguardando o próximo, esperando mais detalhes dessa nova peça no jogo, essa peça ruiva, cor que pode lembrar sangue, fogo, inferno...